O Portal de Notícias da Agricultura Capixaba

Home Notícias Incaper

13.04.2018


Novos tempos: Incaper tem nova estrutura organizacional

 

 

O Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) conta com uma nova estrutura organizacional, que promete promover mais agilidade administrativa e representa um importante passo para a modernização do Instituto. A Lei Complementar n° 886 já foi publicada no Diário Oficial do Espírito Santo.

 

“São novos processos, novo organograma, mas uma coisa não vai mudar: a identidade da nossa instituição. Vamos continuar trabalhando com foco na agricultura familiar e no desenvolvimento sustentável das propriedades rurais do Espírito Santo”, disse Vera Lucia Martins Santos, extensionista do Incaper, lembrando que a missão do Instituto continua sendo promover soluções tecnológicas e sociais por meio de ações integradas de pesquisa, assistência técnica e extensão rural, visando ao desenvolvimento do Espírito Santo.

 

A criação de uma Diretoria Administrativa Financeira é uma das mudanças mais perceptíveis. “Com ela, nossos processos de suporte terão mais agilidade e maior integração com os processos da área finalística”, acrescentou Waleska dos Santos Souza, assistente de suporte.

 

Além de contribuir para modernizar a organização interna do Instituto, o novo organograma traz uma série de benefícios também para as atividades do Incaper e sua relação com diversos públicos. Os trabalhos do Instituto ficarão mais adequados à realidade de cada município. Três Centros de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (CPDI) vão atender o foco de cada região.

 

“O Espírito Santo tem três regiões bem caracterizadas: Norte, Serrana e Sul. Cada uma tem suas características. As pesquisas desenvolvidas em cada CPDI vão atender às necessidades específicas, serão pesquisas voltadas para buscar a solução de problemas de cada região”, disse Luiz Carlos Prezotti, então chefe da área de pesquisa do Incaper.

 

O mesmo conceito se aplica para a ampliação do número de Centros Regionais de Desenvolvimento Rural (CRDR), os quais totalizam 11 unidades, de maneira a atender com mais agilidade às demandas de cada um dos Escritórios Locais de Desenvolvimento Rural (ELDR) espalhados por todos os municípios capixabas, a saber:

 

- CRDR Nordeste

- CRDR Central Sul

- CRDR Caparaó

- CRDR Noroeste

- CRDR Extremo Norte

- CRDR Rio Doce

- CRDR Central Oeste

- CRDR Metropolitano

- CRDR Central Serrano

- CRDR Sudoeste Serrano

- CRDR Litoral Sul

 

A implantação de um Conselho Administrativo vai permitir que segmentos como a Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Espírito Santo (Fetaes) e o Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) contribuam nas decisões de ações e políticas públicas do Incaper, de maneira a atender com mais precisão aos anseios da sociedade.

 

Com a implantação do novo modelo de gestão e, particularmente, da nova estrutura organizacional, a verticalização deixa de fazer parte do Instituto e cede lugar a novos níveis de gestão, numa estrutura mais horizontal e participativa, em que todas as áreas integram-se de maneira sistêmica. As mudanças serão operacionalizadas após a publicação do Regimento Interno do Incaper.

 

FONTE: INCAPER

 

 

 

Comentários


Edições


Confira todas as edições

28 3553-2333

28 99976-1113

jornalismo@safraes.com.br

 

Av. Espírito Santo, 69 - 2º Pavimento - CEP: 29.560-000 - Guaçui - ES

© Revista Safra. Todos os direitos reservados.

 

 

Todas as postagens do site SAFRA ES podem ser reproduzidas gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte: Site Revista SAFRA ES.

produção do site - www.cadetudo.com.br