Qua, 28 de Out
×

Busca

SENAR OUTUBRO TOPO

Alimentos


Programa AlimentarES recomenda dicas para alimentação adequada e saudável

Por Coordenação de Comunicação e Marketing do Incaper
15/10/2020 20h17

Para incentivar práticas alimentares saudáveis, a fim de promover a saúde e a segurança alimentar e nutricional da população, o Programa AlimentarES orienta dicas baseadas no Guia Alimentar para a População Brasileira. O documento, elaborado pelo Ministério da Saúde, contém informações e recomendações sobre os princípios de uma alimentação adequada e saudável, configurando-se como instrumento de apoio às ações de educação alimentar e nutricional no Sistema Único de Saúde (SUS).

As diretrizes do Guia Alimentar têm como propósito apoiar a educação alimentar e nutricional e subsidiar políticas e programas nacionais de alimentação e nutrição. A elaboração de guias alimentares insere-se no conjunto de diversas ações intersetoriais, que têm como objetivo melhorar os padrões de alimentação e nutrição da população e contribuir para a promoção da saúde. Nesse sentido, a Organização Mundial da Saúde (OMS) propõe que os governos forneçam informações à população para facilitar a adoção de escolhas alimentares mais saudáveis em uma linguagem que seja compreendida por todas as pessoas e que leve em conta a cultura local, como tem atuado o Programa AlimentarES.

Segundo a nutricionista Paula Regina Campos, professora do curso de Nutrição do Centro Universitário Salesiano de Vitória (UniSales), o Guia Alimentar classifica os alimentos em grupos e orienta a escolha dos alimentos de acordo com os níveis de processamento a que são submetidos. Assim, os alimentos in natura ou minimamente processados devem compor a base de uma alimentação equilibrada. Os óleos, gorduras, sal e açúcar devem ser utilizados em pequenas quantidades para cozinhar ou temperar os alimentos.

"Além disso, devemos limitar o consumo de alimentos processados, como pães industriais e vegetais em conserva e evitar os alimentos ultraprocessados, como suco de caixa, refrigerantes, outras bebidas açucaradas e macarrão instantâneo. O Guia Alimentar também orienta os cuidados na escolha, conservação, manipulação e como combinar os alimentos para o preparo das refeições", complementa Paula Campos.

A coordenadora de Segurança Alimentar e Estruturação da Comercialização, do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) e participante do AlimentarES, Rachel Quandt Dias, destacou que o programa visa a conscientizar os capixabas sobre a importância do consumo de alimentos saudáveis, evidenciando os valores nutricionais dos alimentos e seus benefícios à saúde. "O Guia é um documento essencial para a promoção da saúde, que muito contribui para as ações do AlimentarES. Além disso, o programa tem por objetivo disponibilizar alimentos saudáveis na mesa de quem precisa e, ao mesmo tempo, gerar renda para os agricultores de base familiar do Espírito Santo", completou Rachel Dias.

Sobre o AlimentarES

O Programa AlimentarES tem por objetivo disponibilizar alimentos saudáveis na mesa de quem precisa e, ao mesmo tempo, gerar renda para os agricultores de base familiar do Espírito Santo. Uma das metas do Programa é distribuir, até o fim do ano, 5.500 cestas verdes com alimentos saudáveis produzidos por agricultores familiares capixabas. As cestas verdes são complementares aos donativos distribuídos pelo Programa ES Solidário, contribuindo para a melhoria da qualidade nutricional das cestas já ofertadas.

Estruturada de forma intersetorial, a atuação do AlimentarES vai beneficiar as famílias contempladas com as cestas de alimentos e também os agricultores que atuarão como fornecedores. Além disso, o projeto visa a conscientizar os capixabas sobre a importância do consumo de alimentos saudáveis, evidenciando os valores nutricionais dos alimentos e seus benefícios à saúde.

O Programa AlimentarES envolve a articulação de diversas secretarias e órgãos do Governo do Estado, por meio da atuação direta da Vice-Governadoria, das Secretarias de Direitos Humanos (SEDH), da Saúde (Sesa), da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag) e de Economia e Planejamento (SEP); da Superintendência Estadual de Comunicação Social (Secom); do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper); das Centrais de Abastecimento do Espírito Santo (Ceasa); da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional (Secti); da Secretaria de Gestão e Recursos Humanos (Seger); do Corpo de Bombeiros Militar; e da Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes), além da parceria do Centro Universitário Salesiano de Vitória (Unisales), do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).


Comentários Facebook

Entre em contato


28 99976-1113
jornalismo@safraes.com.br

Acompanhe-nos nas Redes Sociais


SafraES

© 2018 SafraES.
Todos os direitos reservados.

© 2020. Todas as postagens do site SAFRA ES podem ser reproduzidas gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte: Site Revista SAFRA ES.
Produção / Cadetudo Soluções Web