Qua, 12 de Mai
×

Busca

PREFEITURA DE CACHOEIRO 12 E 13 IPTU

Cafeicultura


Cooabriel começa a receber as primeiras entregas de café

A expectativa desta safra, segundo a Conab, é de uma produção total de café em todo o país, somados conilon e arábica, entre 43,8 milhões e 49,5 milhões de sacas

Por Cooabriel
28/04/2021 9h05
Atualizado em 29/04/2021 17h46

Os armazéns da Cooabriel no Espírito Santo e na Bahia já começam a receber a produção de café dos sócios. A previsão é que as entregas se intensifiquem na segunda quinzena de maio.

A Cooabriel segue o processo de modernização do método de armazenagem e transporte dos cafés dos produtores. Melhorias gradativas vêm sendo feitas nos serviços de entrega e recepção de cafés nos armazéns da cooperativa, por meio de adequação ao sistema de granelização. Com ele, o produtor vem deixando de enviar café de saca em saca no modelo tradicional e passando a enviar a granel para armazenagem.

De acordo com o gerente de armazéns da Cooabriel, José Carlos de Azevedo, os sócios têm aderido à entrega na modalidade de granel. “Já registramos uma alta de 30% no volume de entregas com a granelização e esperamos uma alta de 50%. Os produtores já perceberam as vantagens dessa modalidade”, disse.

A entrega a granel ou em bags gera uma grande economia em mão de obra, tempo e dinheiro. Entre as vantagens, estão a diminuição da mão de obra paga pelo produtor e a melhoria da logística.

A expectativa desta safra, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), é de uma produção total de café em todo o país, somados conilon e arábica, entre 43,8 milhões e 49,5 milhões de sacas, indicando uma redução entre 30,5% e 21,4%, em comparação ao resultado apresentado na safra passada.

“Pela minha avaliação, a safra de 2021 se equipara a de 2019, fazendo uma reposição à quebra de 2020. Até o momento, recebemos um pequeno volume, o que é um bom sinal, de que os produtores estão respeitando o momento de cada clone”, explicou o presidente da Cooabriel, Luiz Carlos Bastianello.

Segundo o coordenador técnico da Cooabriel, Perseu Fernando Perdoná, uma característica desta safra foi a falta de uniformidade da floração, o que trouxe uma irregularidade no grau de maturação de um modo geral. “Mesmo assim, o rendimento do café está de acordo com o esperado. Outra característica deste ano é a dificuldade para encontrar mão de obra, que também está mais cara”, informou.

O sócio da Cooabriel, Humberto Damasceno, de São Gabriel da Palha (ES) inicia a colheita nos próximos dias e espera alcançar mil sacas, uma quantidade bem parecida com a safra anterior. “Procurei seguir todas as orientações técnicas da Cooabriel e meu resultado está dentro do esperado”, finalizou.

Orientações Covid-19:

Em razão da pandemia da Covid-19, a orientação é de que os produtores entreguem o café nos armazéns com todas as recomendações de segurança, como o uso de máscaras, álcool em gel e sem levar acompanhantes.


Comentários Facebook

Entre em contato


28 99976-1113
jornalismo@safraes.com.br

Acompanhe-nos nas Redes Sociais


SafraES

© 2018 SafraES.
Todos os direitos reservados.

© 2021. Todas as postagens do site SAFRA ES podem ser reproduzidas gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte: Site Revista SAFRA ES.
Produção / Cadetudo Soluções Web