Sáb, 19 de Jun
×

Busca

SENAR OUTUBRO TOPO

Cafeicultura


Panha de café: piques de energia durante a colheita e secagem causam transtornos e prejuízos em Irupi

Moradores relatam que, neste período do ano, há muitas quedas na luz e risco de queima de eletrodomésticos

Por Fernanda Zandonadi
21/05/2021 10h32
Atualizado em 10/06/2021 18h45

A “panha” de café em Irupi começou e, com ela, um problema crônico que afeta a cidade entre os meses de maio e julho: a oscilação e queda de energia. Segundo moradores, a interrupção na luz acontece por conta dos equipamentos de beneficiamento e secagem dos grãos. As máquinas são ligadas à rede elétrica do município que, aparentemente, não está suportando a alta demanda. A demanda é antiga. Já em 2016, uma reportagem apontava que a cidade ficava às escuras em alguns períodos da safra.

Em 2016, uma reportagem já mostrava que, em alguns períodos da safra, a cidade ficava às escuras por conta da queda de energia
(Foto: arquivo/Conexão Safra)

Moradora há 14 anos no município, uma senhora, que preferiu não se identificar, relata: “com a pandemia, eu fico em casa o tempo todo. Sempre por volta das 17h a energia começa a oscilar e dar piques. Tem dias que vai e volta umas quatro, cinco vezes. A máquina de lavar, a geladeira, a televisão desligam”. Ela fala, ainda, que isso acontece há muito tempo, sempre na época da colheita do café. “Todos os anos a mesma coisa. Os vizinhos reclamam do mesmo problema. Dia desses, um conhecido postou que a televisão dele queimou por causa dos piques de energia. Eu nem ligo minha televisão da sala no final da tarde, com medo de queimar”.

Nas redes sociais, as reclamações são muitas. Uma moradora postou: “Confirmado! A panha de café chegou mesmo em Irupi, porque a energia está caindo de cinco em cinco minutos”. Nas respostas à mensagem, muitos moradores relataram problemas semelhantes. “Hoje registrei três reclamações no Whatsapp da EDP por falta de energia elétrica na minha unidade e na rua. A atendente me ligou e disse que, nesses casos, todos os vizinhos têm de registrar reclamação para que a concessionária faça um upgrade em toda rede do bairro ou até mesmo da cidade. Bom seria se todos ligassem, pois logo resolveriam essa questão”, escreveu um morador.

“Sim, aqui em São José na mesma”, respondeu outra moradora. “Meu freezer, que não é tão velho, deve ter uns seis anos de uso, não suportou e queimou a placa. De quem é a culpa, ninguém sabe. Agora, o prejuízo, eu sei bem”.

O prefeito do município, Edmilson Meireles, afirma que o prejuízo é grande. “Nesse vai e volta da luz, há prejuízo para os moradores e produtores, pois a energia cai e retorna mais forte, podendo queimar equipamentos”.

Ele apela também à concessionária de energia uma solução para o problema. “Eu, como prefeito, faço um apelo à EDP para que resolva o problema. Temos uma deficiência muito grande de rede. Não temos alta tensão. Então, os produtores rurais, usam motores monofásicos que são mais caros. Além disso, a energia mais cara. O socorro seria uma energia trifásica. A conta fica mais barata e os equipamentos também são mais baratos. Estamos pedindo socorro à EDP”, declara.

Em nota, a EDP, concessionária de energia, informou "que está averiguando e adotará as medidas cabíveis".


Comentários Facebook

Entre em contato


28 99976-1113
jornalismo@safraes.com.br

Acompanhe-nos nas Redes Sociais


SafraES

© 2018 SafraES.
Todos os direitos reservados.

© 2021. Todas as postagens do site SAFRA ES podem ser reproduzidas gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte: Site Revista SAFRA ES.
Produção / Cadetudo Soluções Web