Qui, 22 de Ago
×

Busca

Cafés especiais


Primeiro Q-Grader do ES difunde conceito ligado ao café

Por Leandro Fidelis
6/08/2019 10h23
Atualizado em 20/08/2019 22h02

O “Cafe Arq” é um complexo feito com contêineres integrados a uma granja desativada de galinhas poedeiras, onde são ministrados cursos de degustação e testes com cafés especiais. Os baristas Felipe Possebon (RJ) e Steven Garcia, de Medellín (Colômbia), à direita, passaram alguns dias no local para ampliar os conhecimentos. (*Fotos: Leandro Fidelis)

Volta e meia um funcionário arremessa a bola de basquete na cesta. A prática é para aumentar a criatividade da equipe da “Café Arq”, em Venda Nova, e difundir um conceito inovador ligado a experiências com o café para além da xícara.

Em um ambiente que mescla natureza e arquitetura, localizado em Lavrinhas, bairro limítrofe entre zona rural e urbana da cidade, produtores das montanhas capixabas e apaixonados por café até de fora do país fortalecem uma rede idealizada pelo primeiro Q-Grader* do Espírito Santo, o provador Rafael Marques.

Sempre um passo à frente no universo dos cafés especiais, o capixaba conecta 200 cafeicultores de 16 municípios produtores com o mercado. A missão inclui até levar um “laboratório móvel” às localidades e tornar esta conexão ainda mais próxima.

Com 19 anos de atuação, Marques representa a Fazenda Ambiental Fortaleza (FAF), de Mococa (SP), referência em orgânicos e biodinâmicos, e utiliza a plataforma Algrano, da Suíça, para conectar produtor e torrefadores internacionais.

O objetivo é garantir a independência de quem produz cafés com notas acima de 80 pontos em relação à Bolsa de Nova York, o balizador do mercado de café Arábica commodity, identificando perfis diferenciados para serem trabalhados a longo prazo.

“Tenho que ter delicadeza para conectar os cafeicultores, porque se escolho um produtor errado, o trabalho vai por água abaixo”, afirma o degustador.

Segundo ele, a ideia é fomentar o conceito da FAF entre os cafeicultores capixabas e criar identidade do trabalho deles nas cafeterias, a partir de nanolotes com sabores únicos. “A cafeteria é como se fosse uma caixinha de sugestões, pois o cliente gera feedback para os perfis diferenciados”.

*Q-Grader
O termo pode ser traduzido como “Avaliador Q” (Q de “Qualidade) e se refere a uma certificação mundial dada a profissionais de classificação e degustação de cafés. Ela pertence ao “Q Grader System”, uma série de exames práticos desenvolvidos pelo Instituto de Qualidade do Café (CQI, na sigla em inglês), órgão que trabalha para uma maior qualidade cafeeira.


Comentários Facebook

Entre em contato


28 3553-2333
28 99976-1113
jornalismo@safraes.com.br

Acompanhe-nos nas Redes Sociais


SafraES

© 2018 SafraES.
Todos os direitos reservados.

© 2019. Todas as postagens do site SAFRA ES podem ser reproduzidas gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte: Site Revista SAFRA ES.
Produção / Cadetudo Soluções Web