Ter, 28 de Jan
×

Busca

Cervejas


Cervejarias capixabas reconhecidas nacional e internacionalmente

O mercado de cervejas artesanais do Espírito Santo tem apoio do banco para seu fortalecimento.

Por Assessoria de Comunicação Social do Bandes
11/12/2019 14h00
Atualizado em 15/01/2020 11h46

(Foto: Assessoria de Imprensa)

As cervejas artesanais provenientes de microcervejarias capixabas têm ganhado cada vez mais espaço nas prateleiras de supermercados e no gosto dos consumidores. Dados de 2019 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), apontam um crescimento 37,7% de novos empreendimentos no setor em relação a 2016.

No Espírito Santo, já são 27 cervejarias em funcionamento segundo a Associação dos Cervejeiros Artesanais do Espírito Santo (ACervA-ES). Destas, cinco microcervejarias contaram com aportes do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) para implantação, modernização e ampliação de seus empreendimentos.

Com o Bandes, as opções de financiamento para cervejarias são amplas, atendendo todas as etapas da produção. Para se estruturarem e conquistar o mercado, os empreendimentos podem obter recursos para investir tanto na abertura do espaço quanto na aquisição dos equipamentos de produção.

Cervejarias já atuantes no mercado podem ampliar o negócio com o Bandes: os recursos podem ser investidos em obras de adequação e ampliação do espaço, como também em reformas. Além disso, o empreendedor que deseja investir na atualização do maquinário de produção das cervejas e chopes também pode procurar os recursos do Bandes para agilizar processos e atender mais demandas de vendas.

O gerente de Negócios do Bandes, Ricardo Teixeira Mendes, destaca que o banco tem o papel e o histórico de incentivar modelos de negócios que fogem dos tradicionais. Por isso, o pioneirismo em diversas áreas econômicas no Estado.

“O Bandes esteve desde o início do processo de expansão e consolidação do setor cervejeiro no Espírito Santo com iniciativas que foram além do financiamento a alguns empreendimentos. Também participamos no apoio a alguns eventos que ajudaram a divulgar para todo o público interessado o conhecimento sobre o mundo das cervejas artesanais. Hoje vemos o sucesso desses empreendimentos, que além de mostrar o potencial e a qualidade das cervejas artesanais produzidas no Espírito Santo, também contribuem para o turismo de muitos municípios”, reforça Mendes.

Cervejarias que investiram com o Bandes Cervejaria Trarko


No centro de Domingos Martins está localizada a Cervejaria Trarko, idealizada pelo empreendedor Michel Frederich Koehler Trarbach. Desde criança, ele frequentava a choperia e restaurante de sua família, o Fritz Frida, primeira choperia da cidade. E foi desta relação e do potencial inovador de Trarbach que a cervejaria surgiu.

“Meus pais começaram a comercializar algumas cervejas especiais no Fritz Frida e isso fez sucesso entre clientes. Neste momento, percebi que seria interessante ampliar a oferta. Ao fazer uma viagem, conheci cervejas de outros países e tive a ideia de comercializá-las. Foi quando trouxe mais de dois mil rótulos de cervejas importadas para o restaurante”, conta o empresário sobre o processo que levou à criação da Trarko.

Além de comercializar os novos rótulos, a família estudava o país de origem das cervejas, bem como suas composições e histórias e oferecia uma experiência única aos clientes ao expor essas informações. Em 2014, Trarbach sentiu a necessidade de criar sua própria história. “Começamos a fabricar o próprio chope da Casa, no início produzíamos 30 litros por mês e foi aumentando até chegar a 2 mil litros de forma artesanal”, detalha.

Para o desenvolvimento do negócio, o empreendedor contou com recursos das linhas de crédito do Bandes. Atualmente, a cervejaria comercializa 13 estilos de chope e tem mais de 100 receitas do produto produzindo cerca de 12 mil litros de chope por mês. Além disso, tem sua própria marca de roupas, vende souvenires e realiza eventos.

O empresário destaca a importância da parceria com o Bandes para o sucesso do negócio. “O Bandes nos ajudou muito nesse momento de expansão. O banco foi responsável por viabilizar 25% do capital investido na Trarko. Com os recursos, realizamos a compra de maquinário para aumentar a produção das cervejas e obra civil para adequar o espaço a este aumento”, explica.

Cervejaria Barba Ruiva


Em Domingos Martins também está localizada a famosa Cervejaria Barba Ruiva. O empreendimento é o primeiro brewpub (bares que produzem e vendem sua própria cerveja) do Espírito Santo. A idealização do negócio começou em 2013, quando o empresário, Daniel Buaiz, começou a produzir cervejas artesanais para vender em um restaurante que comandava.

A procura pelo produto superou as expectativas e em 2015, Daniel sentiu a necessidade de abrir sua própria cervejaria. Hoje, com seu estilo underground, a Cervejaria Barba Ruiva é uma das mais reconhecidas opções de entretenimento noturno em Domingos Martins e, além da comercialização local, conta com a revenda dos produtos em pubs localizados em outros municípios.

No momento de estruturação, em meio a um período de retração econômica e por seguir um modelo de negócio não tradicional, Daniel conta que encontrou dificuldades para conseguir financiamentos. Hoje, após conquistar o prêmio de melhor cerveja do mundo no World Beer Awards 2019, em Londres, um dos concursos cervejeiros mais importantes do mundo, Daniel relembra a importância do apoio do Bandes. “Em 2015, em meios às obras, nenhum banco acreditou no nosso projeto, não estávamos conseguindo crédito nos bancos tradicionais. Graças ao Bandes pudemos colocar a cervejaria de pé e realizar esse sonho”, pontua Buaiz.


Comentários Facebook

Entre em contato


28 3553-2333
28 99976-1113
jornalismo@safraes.com.br

Acompanhe-nos nas Redes Sociais


SafraES

© 2018 SafraES.
Todos os direitos reservados.

© 2020. Todas as postagens do site SAFRA ES podem ser reproduzidas gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte: Site Revista SAFRA ES.
Produção / Cadetudo Soluções Web