Sáb, 15 de Ago
×

Busca

SEBRAE AGOSTO 2020

Coronavírus


Agricultura Forte apresenta medidas para o setor agropecuário durante a pandemia do Covid-19

Por Agricultura Forte
27/03/2020 12h36
Atualizado em 27/03/2020 12h39

(Foto: *Divulgação)

Preocupados com os impactos negativos causados pela pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), os produtores rurais, através da Associação Agricultura Forte, solicitaram aos órgãos federais e estaduais do poder executivo e legislativo medidas que visam garantir a sobrevivência do setor agropecuário capixaba.


Além de todas as incertezas globais, é relevante lembrar que muitos produtores ainda sofrem consequências do período de extrema seca vivenciado pelo Espírito Santo entre os anos 2014 e 2017, não tendo se recuperado financeiramente.


O período de colheita do café que se aproxima movimenta a economia de todo o estado, gera mais de 400mil empregos diretos e indiretos, reflete tratos culturais, endividamento e investimentos realizados desde safras anteriores, sendo a única fonte de renda de milhares de famílias produtoras, necessitando, assim, de ainda mais atenção ao setor.


A Associação encaminhou medidas que possam assegurar a continuidade das atividades agropecuárias com segurança, como:


• Criar guia com recomendações gerais aos produtores rurais visando a não proliferação do Coronavírus, garantindo a execução das atividades essenciais;


• Não impedir transporte interestadual, intermunicipal e da cidade para o campo de trabalhadores rurais;


• Permitir alojamento nas propriedades, intensificando a higienização e uso de equipamentos de segurança;


• Flexibilizar e desburocratizar a contratação dos trabalhadores na colheita do café;


• Estimular o uso de colheita semi-mecanizada, através da oferta de linhas de crédito com juros baixos e treinamento virtual;


• Aplicar sanitizante/desinfetantes nas ruas e prédios das cidades, afim de diminuir a propagação do vírus;


• Flexibilizar acesso às linhas de capital de giro com taxas diferenciadas de até 3,75% ao ano e prorrogação imediata dos custeios e investimentos vencidos e vincendos em 2020, estendendo seu pagamento em 10 anos;


• Facilitar de acesso a testes do Coronavírus aos produtores e trabalhadores rurais em exercício;


Além de outras medidas como, não cobrança de energia elétrica pelos próximos 3 meses, redução de tarifas no óleo diesel, isenção de tarifas de pedágios de caminhões, manutenção das estradas, não fechamento de estabelecimentos comerciais ligados ao setor agrícola, assim como feiras livres, entre outras.


“Sendo a Agricultura uma atividade essencial, indispensável ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade, a maior preocupação é garantir a continuidade da produção de alimentos com segurança a todos os elos da cadeia produtiva, o abastecimento de toda a população, a sobrevivência do setor durante a crise sanitária e a manutenção dos empregos de milhares de famílias produtoras. A agropecuária não pode parar de produzir”, afirma o presidente João Bayer.


Comentários Facebook

Entre em contato


28 99976-1113
jornalismo@safraes.com.br

Acompanhe-nos nas Redes Sociais


SafraES

© 2018 SafraES.
Todos os direitos reservados.

© 2020. Todas as postagens do site SAFRA ES podem ser reproduzidas gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte: Site Revista SAFRA ES.
Produção / Cadetudo Soluções Web