Qua, 16 de Out
×

Busca

Economia


Valor da produção da silvicultura e da extração vegetal alcança R$ 260,3 milhões e cresce 4,5% em relação a 2017 no ES

Os resultados da Produção da Extração Vegetal e Silvicultura (PEVS) 2018 revelam que as áreas ocupadas pelos plantios da silvicultura (eucalipto, pinus e outras espécies) totalizavam 278,8 mil hectares no Espírito Santo em 2018

Por Agência IBGE Notícias
19/09/2019 15h57
Atualizado em 9/10/2019 0h16

Os valores da produção da silvicultura (obtida em florestas plantadas) e da extração vegetal (coleta de produtos em matas e florestas nativas) somaram R$ 260,3 milhões em 2018, registrando um crescimento de 4,5% na comparação com 2017.

O valor da produção da silvicultura no ES aumentou 4,7% em relação ao ano anterior, alcançando R$ 259,6 milhões. Já na extração vegetal, o valor de produção caiu 32,9% no mesmo período, atingindo R$ 704 mil.

Entre 2017 e 2018, a produção de carvão vegetal da silvicultura teve uma queda de 25,5% e a produção de lenha da silvicultura teve um aumento de 9,0%.

A análise da produção madeireira da silvicultura no estado mostra que, entre 2017 e 2018, a produção de madeira em tora para papel e celulose aumentou 4,7% e a produção de madeira em tora para outras finalidades aumentou 15,0%.

A produção de madeira em tora do extrativismo vegetal caiu 17,1% no estado, enquanto a produção de lenha do extrativismo subiu 8,0% entre 2017 e 2018.

Essas são algumas das informações da Produção da Extração Vegetal e Silvicultura (PEVS) 2018, que investigou trinta e sete produtos oriundos do extrativismo vegetal e sete da silvicultura. A pesquisa traz informações sobre a produção, a variação e a distribuição espacial de produtos madeireiros e não-madeireiros, assim como a participação da extração vegetal e da silvicultura no valor da exploração vegetal.

*Divulgação Incaper

Valor de produção da Silvicultura cresce 4,7% no ES

A silvicultura no Espírito Santo atingiu o valor de produção de R$ 259,6 milhões em 2018, valor 4,7% maior que no ano anterior.

A produção de madeira destinada ao mercado de papel e celulose foi a que gerou maior valor em 2018 na silvicultura, com participação de 45,1% e registrando R$ 117,0 milhões (crescimento de 9,5%). Houve aumento de 4,7% na produção de tora destinada a esta indústria.

Segunda posição no valor da silvicultura, a produção de madeira em tora para outras finalidades representou 44,7% do total gerado pelo setor, somando R$ 115,9 milhões (valor 0,2% menor que no ano anterior). Houve aumento de 15,0% no volume produzido.

Produção de carvão vegetal da silvicultura cai 25,5% entre 2017 e 2018

A produção de carvão vegetal da silvicultura no Espírito Santo, em 2018, foi de 22,9 mil toneladas, apresentando uma redução de 25,5%, quando comparada à do ano anterior. O valor de produção diminuiu 0,4%, alcançando R$ 15,3 milhões em 2018.

Reprodução

Produção de lenha da silvicultura aumenta 9,0% entre 2017 e 2018

A produção de lenha da silvicultura teve aumento de 9,0% e o valor de produção aumentou 10,2%, alcançando R$ 4,8 milhões em 2018 no Espírito Santo.

Já a resina, produto não-madeireiro da silvicultura, apresentou crescimento de 25,8% no valor de produção e de 3,0% na quantidade produzida.

Área da silvicultura alcança 278,8 mil hectares no ES

A PEVS apurou a área com plantios da silvicultura (eucalipto, pinus e outras espécies), que chegou a 278,8 mil hectares (ha) no Espírito Santo em 2018, deixando-o na oitava posição entre os estados. Do total da área plantada no ES, 99,0% eram de eucalipto.

Conceição da Barra (45,8 mil ha), São Mateus (42,8 mil ha) e Aracruz (33,6 mil ha) ocupam, respectivamente a 25ª, 28ª e 45ª posições no ranking nacional dos municípios relativo à área plantada da silvicultura.

Reprodução G1

ES é o nono maior estado produtor de madeira em tora para papel e celulose

Em 2018, o Espírito Santo produziu 3,1 milhões de m³ de madeira em tora para papel e celulose, ocupando a nona colocação entre os estados.

Conceição da Barra é 17º maior município produtor de madeira em tora para papel e celulose (1,1 milhão de m³). Aracruz ocupa a 42ª posição no ranking nacional dos municípios, com uma produção de 521,8 mil m³; e São Mateus, a 70ª posição (338,7 mil m³).

Produção de madeira em tora do extrativismo cai 17,1% no ES

Em 2018, a produção de madeira em tora do extrativismo vegetal no estado foi de 5,1 mil m³, apresentando uma queda de 17,1% em relação a 2017. Já a produção de lenha do extrativismo vegetal registrou um aumento de 8,0%, atingindo 13,2 mil m³.


Comentários Facebook

Entre em contato


28 3553-2333
28 99976-1113
jornalismo@safraes.com.br

Acompanhe-nos nas Redes Sociais


SafraES

© 2018 SafraES.
Todos os direitos reservados.

© 2019. Todas as postagens do site SAFRA ES podem ser reproduzidas gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte: Site Revista SAFRA ES.
Produção / Cadetudo Soluções Web