Seg, 18 de Nov
×

Busca

governo - banestes

Eventos


3º Simpósio de Cafeicultura reúne ES, MG e RJ no Caparaó

Cerca de 1.500 pessoas participaram do evento que terminou no último sábado (26), no Ifes Alegre

Por Leandro Fidelis
28/10/2019 11h56
Atualizado em 8/11/2019 15h34

Autoridades da cafeicultura capixaba compuseram a mesa na abertura do sábado. (*Fotos: Leandro Fidelis)

O 3º Simpósio de Cafeicultura do Caparaó, que começou quinta-feira (24) e terminou sábado (26), no campus do Ifes em Alegre, em Rive, contou com a participação de cerca de 1.500 pessoas nos três dias de programação. Com o tema “Pós-colheita do café”, o evento reuniu produtores, compradores, técnicos, professores e estudantes da área do Espírito Santo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Além de minicursos e palestras, o simpósio contou com rodadas de negócios e a 1ª Mostra de Cafés Especiais da Região do Caparaó. Os participantes também puderam experimentar cafés em uma cafeteria especialmente montada por profissionais, com dezenas de opções de preparo da bebida.

Sábado (26), o 9º Encontro de Cafeicultores do Ifes marcou o encerramento, com a presença maciça de produtores capixabas, da Zona das Matas de Minas e do Norte Fluminense. A diversidade de municípios mostrou a integração regional em torno da qualidade do café. Nesse dia, 700 pessoas passaram pelo Ifes.

Jack Robson.

As palestras do último dia foram chamariz para os cafeicultores. O engenheiro químico e mestre em ciências de alimentos Jack Robson, com 22 anos de experiência em cafeicultura, comandou a discussão “Sustentabilidade financeira e qualidade na xícara”.

O profissional destacou o dilema de produtores que produzem cafés de qualidade, mas não conseguem vender. “O consumidor não entende pontuação de análise sensorial. Noventa por centro procuram perfil sensorial. Mais que bebida perfeita na xícara, temos que oferecer experiência do café com um todo”.

Os cafeicultores Jacy Gomes, João Sobreira e Divino Silva (foto abaixo), de Orizânia (MG), participam todos os anos do Encontro. “Eu gosto muito de ouvir as palestras, só saem boas propostas deste evento. Todas as palestras foram boas este ano”, disse Jacy.

Ainda no sábado, membros da diretoria e do conselho da Associação dos Produtores de Cafés Especiais do Caparaó (Apec) se reuniram para finalização do último documento requerido no processo de obtenção da Indicação Geográfica (IG) de Denominação de Origem para os cafés da região. A candidatura já está depositada no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).

Compradores provam 32 cafés em cupping com rodada de negócios

A realização do cupping com rodada de negócios foi um dos principais momentos do encerramento do 3º Simpósio de Cafeicultura do Caparaó, no Ifes de Alegre. Onze compradores tiveram a oportunidade de provar 32 cafés da região.

Dentre os baristas e donos de cafeterias, representantes da Bourbon, do Mundo Café (Uberlândia-MG), Papo de Barista, Enjoy Coffee, entre outros de Minas, Rio e Espírito Santo. Foram duas mesas à prova, cada uma com 16 cafés apresentados nas formas cru, torrado e torrado e moído.

Os compradores comentaram sobre os perfis diferenciados dos cafés participantes, alguns com notas de calda de ameixa e cereais. Eles também puderam negociar diretamente com os produtores após o cupping.

De acordo com o professor e coordenador do Laboratório de Classificação e Degustação de Café do Ifes campus Alegre, João Batista Pavesi Simão, a ideia é estender a rodada de negócios para o Norte Fluminense.

Ele atentou os cafeicultores para a necessidade de conhecer o que produz. “Nós temos que provar o café que produzimos e descobrir o que temos na mão”, disse Pavesi.

A surpresa no último dia do Simpósio foi daquelas que fazem a alegria de qualquer agricultor. Um temporal de poucos minutos, que teve até granizo, tirou a atenção do público, uma vez que quebrou o longo período de estiagem na região.

O cafeicultor Antônio Olmo, de Alegre, definiu o momento. “O Simpósio é tão bom que até fez chover (risos). Aqui só aprendo coisas boas para crescer na produção de conilon”.

Professor João Batista Pavesi Simão.

O Simpósio foi realizado pelo Ifes, empresa Caparaó Jr., Empresa Júnior do Curso Superior de Tecnologia em Cafeicultura do Ifes campus de Alegre, Sebrae/ES e pela Samarco Mineração S.A., contando com o apoio de diversos parceiros, como Embrapa, Incaper, CCAE-Ufes, Coopa-Ifes, Labominas, UFLA, JustCoffee, Fazenda Venturin, Wolff Café, Mundo Café, Ifes – Campus Venda Nova do Imigrante, Heringer, Sicoob, IF Sul de Minas, IFRJ, Prefeitura de Alegre, entre outros.


 

O 3º Simpósio de Cafeicultura do Caparaó começou quinta-feira (24) e terminou sábado (26), no campus do Ifes em Alegre, em Rive.

Comentários Facebook

Entre em contato


28 3553-2333
28 99976-1113
jornalismo@safraes.com.br

Acompanhe-nos nas Redes Sociais


SafraES

© 2018 SafraES.
Todos os direitos reservados.

© 2019. Todas as postagens do site SAFRA ES podem ser reproduzidas gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte: Site Revista SAFRA ES.
Produção / Cadetudo Soluções Web