Sex, 19 de Jul
×

Busca

Geral


Encontro de produtores de flores é sucesso em Alegre

Por Coordenação de Comunicação e Marketing do Incaper
17/05/2019 23h19
Atualizado em 24/05/2019 20h19

O 3° Encontro de Produtores de Flores e Plantas Ornamentais das Regiões Sul e Caparaó do Espírito Santo reuniu agricultores, produtores de flores já inseridos na atividade, estudantes e professores dos cursos de agronomia e técnico em agropecuária. O evento foi realizado pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), em parceria com a Associação de Produtores Sulcaflor e o Sebrae, e apoio da Ufes (Campus de Alegre) e do Ifes (Campus de Alegre), onde aconteceu o encontro.

A floricultura é uma atividade de grande importância econômica para o Espírito Santo, já que contribui para o desenvolvimento rural, para a geração de empregos, valoriza a mão de obra (especialmente feminina) e, ainda, para o aumento de renda na agricultura familiar.

O diretor-presidente do Incaper, Antonio Carlos Machado, falou sobre a importância do encontro para essa cadeia produtiva. “Um grande evento para fomentar a produção de flores na região e o Incaper presta orientações aos floricultores capixabas em parceria com diversas instituições, contribuindo para o desenvolvimento desta importante alternativa de diversificação”, ressaltou.

Segundo a extensionista do Incaper em Guaçuí, Marcia Varela, os produtores ainda estão em fase de expansão da produção e têm um mercado muito amplo para alcançarem. “Cerca de 80% das flores ainda são de fora do Estado, mas eles têm a oportunidade de mudar essa realidade. É necessário intensificar a produção e melhorar a qualidade e esse evento é muito importante para trocar experiências fortalecer os conhecimentos já existentes no setor”, disse.

A programação contou com palestras sobre a viabilidade econômica da produção de flores em pequenas propriedades e o manejo de pragas e doenças. Também foi discutida a oportunidade de produção de flores e plantas ornamentais para as regiões sul e Caparaó do Espírito Santo.

Um dos palestrantes foi o pesquisador, Hélcio Costa, que destacou a necessidade disseminar a informação sobre a incidência de doenças nas flores trazidas de outros Estados. “Nossa intenção é sempre deixar o produtor informado quanto ao manejo correto da cultura para que a produção seja cada vez mais qualificada, o que vai dar oportunidade de crescimento no setor”, afirmou.

Floricultores capixabas e produtores interessados na atividade participaram do evento. (*Divulgação Incaper)

A floricultura no Espírito Santo

Nas regiões sul e Caparaó, a floricultura está representada essencialmente por produtores familiares. São 40 floricultores produtores, desenvolvendo a atividade de forma comercial. Poucos, porém, se dedicam exclusivamente à floricultura. As principais atividades ainda são a produção de café, hortaliças em geral, morango e outras frutas, além de queijo e pimenta. Dentre as espécies de flores mais cultivadas no Espírito Santo destacam-se: antúrio, copo-de-leite, helicônias, bastão-do-imperador, rosas e crisântemos.


Comentários Facebook

Entre em contato


28 3553-2333
28 99976-1113
jornalismo@safraes.com.br

Acompanhe-nos nas Redes Sociais


SafraES

© 2018 SafraES.
Todos os direitos reservados.

© 2019. Todas as postagens do site SAFRA ES podem ser reproduzidas gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte: Site Revista SAFRA ES.
Produção / Cadetudo Soluções Web