Ter, 20 de Ago
×

Busca

Tecnologia


Anchietense desenvolve máquina para colher pimenta rosa

Engenhoca criada pelo produtor rural vai diminuir custos com mão de obra e qualificar os grãos

Por Comunicação da Prefeitura de Anchieta
3/06/2019 16h02
Atualizado em 18/06/2019 19h22

Fotos: Divulgação Comunicação da Prefeitura de Anchieta

Um produtor de aroeira do interior de Anchieta criou uma engenhoca para substituir o trabalho manual para extração do fruto. Com cerca de 2 mil pés de aroeira plantados em sua propriedade, na localidade rural de São Mateus, Edson Luiz Vittoraci, 64, quer aperfeiçoar a ideia para reduzir os custos com mão de obra.

Segundo o produtor, a máquina que ele desenvolveu irá reduzir de 30% para 10% os custos com mão de obra durante a colheita da pimenta rosa, fruto da aroeira. “Além de ser alto os gastos com mão de obra, é escasso também. A máquina irá ajudar muito a nossa colheita”, comemora Vittoraci.

Exemplificando, de acordo com o inventor, para cada tonelada do fruto são necessários o trabalho de 20 pessoas, já com a máquina essa quantidade cai para apenas seis pessoas. “É uma redução significante que vai ajudar a termos mais lucratividade na produção”.

Para desenvolver a ideia, Edson utilizou equipamentos e peças que ele já tinha disponível em casa. Ele pretende aperfeiçoar a engenhoca para realizar a próxima colheita com menos custos e mais qualidade. “Na colheita manual temos que ter o trabalho de separar restos de folhas dos grãos. Já com a máquina, pretendo melhorar para evitar esse processo”, conta.

Para o secretário de Agricultura e Abastecimento, Giovane Meriguetti, o produtor saiu na frente, já que no mercado não existe uma máquina específica para a colheita da pimenta rosa. “Ele está de parabéns pela ideia, espero que ele possa aperfeiçoar o equipamento e ajudar mais produtores nesse processo”, disse.

Produção de pimenta rosa em Anchieta

No município de Anchieta, de acordo com a Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento, somente Edson cultiva aroeira, mas existem cerca de 20 catadores cadastrados que fazem o trabalho de extração em áreas públicas e privadas. A árvore é nativa na região e o seu fruto, a pimenta rosa, é muito utilizada no mercado gastronômico e de cosméticos.

Na propriedade do Edson, as plantas são próprias para cultivo e durante a colheita recebem podas. Também é necessário adubação ao longo do ano, além de outros tratos de manejo.

Mercado em expansão

Conforme o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), a pimenta-rosa, fruto da aroeira, é uma espécie muito presente no litoral do Sul e Sudeste do Brasil e tem sido bastante requisitada como condimento em mercados internacionais. Diante desse cenário, agricultores capixabas têm apostado no seu cultivo, mas ainda são necessários estudos sobre boas práticas de cultivo e colheita dessa planta.

Inventor de outras ideias

Edson Luiz Vittoraci também é conhecido por inventar uma máquina para transformar as amêndoas do cacau em chocolate. Ele desenvolveu todas as máquinas utilizadas no processamento dos grãos até a preparação do chocolate.

A propriedade da família possui cerca de cinco mil pés de cacau. O processo desde o cultivo até a produção do chocolate é artesanal. Eles colhem, cuidam das amêndoas, moem e o transformam em barras, que são vendidas em restaurantes, bares e outros estabelecimentos do Estado com o nome de Cacau Anchieta.


Comentários Facebook

Entre em contato


28 3553-2333
28 99976-1113
jornalismo@safraes.com.br

Acompanhe-nos nas Redes Sociais


SafraES

© 2018 SafraES.
Todos os direitos reservados.

© 2019. Todas as postagens do site SAFRA ES podem ser reproduzidas gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte: Site Revista SAFRA ES.
Produção / Cadetudo Soluções Web